Última semana para inscrições em curso de especialização na área de saúde mental da FCMSCSP

Psicopatologia FenomenológicaCom o objetivo de proporcionar ao aluno a aquisição de conhecimentos para a realização do diagnóstico e para a estruturação e condução das estratégias terapêuticas em saúde mental, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo oferece o curso de Pós-Graduação lato sensu em Psicopatologia Fenomenológica.  “A especialização é um dos instrumentos para o diagnóstico em saúde mental que permitem um conhecimento mais aprofundado das diferenças entre as diversas patologias da área. Por isso, é um passo imprescindível para o profissional de saúde mental, a fim de que ele possa fazer diagnósticos diferenciados e estabelecer o melhor tratamento para cada caso”, afirma o coordenador do curso Prof. Dr. Guilherme Messas.

O curso está com inscrições abertas até o dia 24/7, sexta-feira, possui 40 vagas disponíveis, tem 15 meses de duração e é destinado a médicos, psicólogos, enfermeiros, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, assistentes sociais e demais profissionais interessados no tema. Saiba mais sobre o processo seletivo da especialização em Psicopatologia Fenomenológica composto por análise de currículo e entrevistas.

A crise financeira e o impacto psicológico nas pessoas

Dr-Guilherme-Messas-crise-impacto-psicologico-faculdade-santa-casa-sp

Dr. Guilherme Peres Messas, professor e coordenador do curso de Pós-graduação em Psicopatologia Fenomenológica da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

Sabemos que crises financeiras são históricas e, de forma geral, sempre causam algum tipo de efeito na população. E o que normalmente mais se observa, nesses casos, são os fatores econômicos que impactam o orçamento das pessoas. Por outro lado, poucos são aqueles que notam os aspectos psicológicos que levam ao esgotamento do bem-estar do ser humano e das relações sociais entre os indivíduos. “Crises são experiências coletivas de muita contaminação psicológica. Quando as bolhas estouram, como, por exemplo, na crise financeira global de 2008, elas promovem grandes movimentos e todos são arrastados por ela”, comenta o Dr. Guilherme Peres Messas, professor e coordenador da Especialização em Psicopatologia Fenomenológica da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

A busca incessante por informação sobre o assunto, dormir mal, pavor, depressão, irritação, abuso do uso de bebidas alcoólicas e de drogas são alguns dos problemas listados pelo especialista e que acometem as pessoas durante períodos financeiros não favoráveis. De acordo com o Dr. Messas, a crise financeira multiplica as experiências desagradáveis e gera uma tensão em cadeia, atingindo a população de uma maneira geral: “Um funcionário, por exemplo, pensa que poderá ser demitido a qualquer momento; por consequência, a família vai senti-lo mais nervoso em casa. O noticiário, nada animador, pode ainda fazer com que todos se sintam bem mais desesperados”, explica.

Em período de dificuldades, acrescenta o professor, as pessoas tendem a enxergar a vida pela perspectiva de queda, esquecendo, por exemplo, que o país, nos últimos 20 anos, cresceu regularmente. “Olhando ao longo dos anos, ganhamos democracia, estabilizamos a economia, surfamos de 2004 até 2013 com um grande ciclo internacional favorável. A experiência era de plenitude. O ser humano tende a perceber o sucesso como próprio, mas o fracasso como coletivo. Se olharmos por outra perspectiva, mesmo com as dificuldades que se tem, o Brasil cresceu e até abriu oportunidades”, analisa o Dr. Messas.

Segundo o professor, é típico tanto no aspecto psicológico quanto no histórico, o aumento da violência e a divisão da sociedade por convicções: “Em época de estabilidade, as convicções se tornam fluidas, as pessoas enxergam oportunidades e buscam fazer negócios com outros. Agora, quando o estado é de emergência, a rota de saída é se aglutinar para se defender e encontrar inimigos”, finaliza.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 68, em 30/6/2015. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Especialização em Tecnologia em Diagnóstico por Imagem: TC e RM. Inscrições até 10/8.

Especialização _em _Tecnologia em_Diagnostico_ por_ImagemDe acordo com estudo de 2012, do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), ​a radiologia e ​o​ diagnóstico por imagem estão entre as dez primeiras especialidades na área médica no estado de São Paulo.​ ​​​Aos que buscam pós-graduação dentro desses campos de atuação e que tenham formação em outras áreas, além da Medicina, ​a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo está com inscrições abertas, até 10 de agosto, para o curso de Especialização em Tecnologia em ​Diagnóstico por ​Imagem: TC e RM.

Destinado aos ​tecnólogos em Radiologia, ​b​iomédicos, ​m​édicos ​v​eterinários e demais profissionais graduados com interesse na área, o curso, que tem duração de 15 meses, proporciona a formação do ​e​specialista em Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética mediante o desenvolvimento de competências anatômicas, físicas, operacionais, patológicas e tecnológicas específicas.

Saiba mais sobre o curso de Especialização em Tecnologia em diagnóstico por imagem: TC e RM​.

Fisioterapia na Saúde da Mulher e do Homem: nova especialização na FCMSCSP

Com foco na promoção do bem-estar, prevenção, tratamento e reabilitação do paciente, a fisioterapia possui campo de atuação amplo e concorrido, embora as áreas mais conhecidas da carreira ainda sejam as traumato-ortopédica, neurológica, esportiva e, atualmente, a área de estética. Sempre atenta à evolução da área da saúde, em que cada vez mais os fisioterapeutas são requisitados para atuar nas áreas de ginecologia, obstetrícia e urologia, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo criou o curso de Pós-graduação em Fisioterapia na Saúde da Mulher e do Homem.

Dra. Vera Lúcia dos Santos Alves, professora e coordenadora do programa de Pós-graduação de Fisioterapia da FCMSCSP

Dra. Vera Lúcia dos Santos Alves, professora e coordenadora do programa de Pós-graduação de Fisioterapia da FCMSCSP

“Observamos que, a cada dia, casos e mais casos de pacientes, sejam mulheres, homens ou crianças, são encaminhados a fisioterapeutas para tratarem alguns problemas específicos de saúde, por exemplo, por disfunções do assoalho pélvico, alterações ocorridas no processo gestacional ou casos oncológicos. Esses são alguns problemas específicos que precisam ser acompanhados por um fisioterapeuta especialista na Saúde da Mulher e do Homem”, explica a Dra. Vera Lúcia dos Santos Alves, professora e coordenadora do programa de Pós-graduação de Fisioterapia da FCMSCSP.

A docente acrescenta que o foco da especialização é habilitar e desenvolver habilidades investigativas nos alunos com embasamento científico, proporcionando melhor condição de oferecer saúde física e mental aos seus pacientes. Em outras palavras, após fazer essa especialização, o fisioterapeuta estará apto a detectar, informar, orientar, tratar e prevenir seus pacientes, por exemplo, em diagnósticos de disfunções do assoalho pélvico ou sexuais, urinárias e/ou coloproctológicas, as quais podem estar inseridas em algumas mulheres e outras nos homens independente do período da vida, além da atenção especial na obstetrícia e nas afecções de mama.

“Haja vista a necessidade da ampliação e atuação do fisioterapeuta, o nosso próprio Sistema Único da Saúde já disponibiliza uma política pela Coordenação Nacional de Saúde dos Homens (CNSH/DAET/SAS/MS), a qual é responsável pela implementação da Política Nacional de Atenção Integral da Saúde do Homem/PNAISH, que foi instituída pela Portaria nº 1.944/GM, do Ministério da Saúde, de 27 de agosto de 2009. Isso só confirma o a importância de um curso abordar a saúde tanto da mulher como do homem”, elucida a professora.

Com 13 meses de duração, o curso de especialização permanece com inscrições abertas até o dia 10 de agosto. A taxa de inscrição é de 75 reais e há 30 vagas disponíveis. “Ressalto que, com este modelo de curso, estamos dando um passo adiante na formação tanto cientifica quanto profissional dos fisioterapeutas, uma vez que esse é o primeiro curso no país que abrange a formação capacitada e simultânea na Saúde da Mulher e do Homem. Além disso, estamos apoiados por um corpo docente vinculado à Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e por professores de outras grandes instituições de pesquisa, altamente qualificados. Será um grande desafio, mas sem dúvida um sucesso”, finaliza.

Para mais informações, acesse: www.fcmsantacasasp.edu.br.

Texto originalmente publicado no boletim Conectar, edição 68, em 30/6/2015. Assine nossa newsletter: http://www.fcmsantacasasp.edu.br.

Você, enfermeiro, já pensou em seguir carreira na área cirúrgica?

Especialização em Enfermagem em Centro Cirúrgico, Recuperação Anestésica e Centro de Material e EsterilizaçãoNão é novidade para ninguém que a área de Enfermagem é ampla. No país, de acordo com informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existem cerca de 1,7 milhão de enfermeiros. Com base nos dados, o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) traçou o “Perfil da Enfermagem no Brasil”, lançado no dia 6/5, no qual foi apontado que o Brasil possui um quadro de 80% de técnicos e auxiliares e 20% de enfermeiros graduados.

Diante de um mercado de trabalho super concorrido, os profissionais precisam encontrar meios de se destacar, e não há maneira melhor do que buscar especialização na área. Aos que não sabem qual seguir, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo está com inscrições abertas, até o dia 10 de agosto, para o programa de Pós-Graduação em Enfermagem em Centro Cirúrgico, Recuperação Anestésica e Centro de Material e Esterilização.

Oferecendo 22 vagas, o curso é direcionado aos enfermeiros graduados que atuam ou tenham interesse de trabalhar em centros cirúrgicos, salas de recuperação anestésica ou centrais de materiais e esterilizações.

Saiba mais neste link: Especialização em  Centro Cirúrgico, Recuperação Anestésica e Centro de Material e Esterilização.

FCMSCSP: a primeira a oferecer em São Paulo o Mestrado Profissional em Saúde da Comunicação Humana

Pioneiro no estado de São Paulo, o programa Mestrado Profissional em Saúde da Comunicação Humana da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo está com inscrições abertas até o dia 31 de julho. saude_da_comunicacao_humanaDestinado aos fonoaudiólogos e demais profissionais, como pedagogos e psicólogos, entre outros interessados nos processos e distúrbios da linguagem, o curso visa capacitar, aprimorar e desenvolver serviços que incorporem inovação tecnológica com habilidades, ou seja, viabiliza a criação de produtos que possam melhorar a qualidade das assistências profissionais, além de torná-los aptos a utilizar evidências e metodologias investigativas científicas.

 

Confira mais informações, inscrições e edital clicando aqui.

FCMSCSP está com inscrições abertas para cursos de especialização em Enfermagem

Até o dia 10 de agosto o programa de Pós-Graduação da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo está com inscrições abertas para o processo seletivo dos cursos de especialização Lato Sensu em:

  • Enfermagem Clínica e Cirúrgica;
  • Enfermagem em Centro Cirúrgico, Recuperação Anestésica e Centro de Material e Esterilização;
  • Enfermagem em Centro Diagnóstico;
  • Enfermagem na Assistência ao Adulto em UTI.

Os cursos, destinados a enfermeiros profissionais, possuem taxa de inscrição de 75 reais cada e a data prevista para o início das aulas é de 15 de setembro.

Para mais informações sobre o processo seletivo, acesse a páginas dos cursos de seu interesse em www.fcmsantacasasp.edu.br

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 42 outros seguidores